Top 20 | Jogos de 2011 que estão completando seus 10 anos de vida

Top 20 | Jogos de 2011 que estão completando seus 10 anos de vida

Venha dar uma relembrada em alguns dos melhores jogos que estão completando 10 anos em 2021
#Artigos Publicado por Billy Butcher, em

O ano de 2011 é lembrado por muitos com muita nostalgia e momentos felizes. Época em que vimos a chegada de grandes títulos de Xbox 360, Wii e PS3, além do retorno sólido do PC como uma plataforma em alta na indústria de videogames.

Também foi o ano que vimos o aniversário de 10 anos do Xbox, o ano em que o WiiU foi revelado, e vimos a chegada de grandes títulos como The Elder Scrolls V: Skyrim, Uncharted 3: Drake's Deception, Gears of War 3, Forza Motorsport 4, Need for Speed: Shift 2, Batman: Arkham City, L.A. Noire, Dead Space 2, e muitos outros grandes sucessos da indústria de videogames.

Hoje, vamos relembrar esses jogos e todo o impacto que eles causaram em suas épocas em que foram lançados, e como cada um pôde moldar a indústria da sua própria forma. Atenção a alguns detalhes no entanto:

A ordem da lista não é contabilizada por agregadores de média como Metacritic ou Opencritic, e também não listada por ordem alfabética, mas sim de forma aleatória. Com tudo isso dito, vamos para os jogos porque tem muita coisa boa a ser relembrada.

Batman: Arkham City
Produtora: Rocksteady Studios / Editora: Warner Bros. Games

IMAGEaHR0cHM6Ly9zdGF0aWMuZ2FtZXZpY2lvLmNvbS9pbWFnZW5zX3VwL2JpZy8zNS8wMzQwODkuanBn

Um grande clássico da indústria que fez um grande paradigma sobre se de fato todos os jogos baseados em obras do cinema e HQ são de fato ruins, ou se é apenas questão de qualidade e esforço para produzir uma obra de grande magnitude.

Vindo como sequência direta do muito aclamado Batman: Arkham Asylum, Arkham City se figura até hoje como o jogo de super-herói mais famoso dos videogames, e o que possui a maior nota da crítica para tal, com um 96/100.

A obra possui diversos prêmios e conquistas, inclusive considerado por muitos como GOTY 2011 para diversos veículos, colocando o nome da produtora Rocksteady Studios num alto pedestal de renome. Sua qualidade é lembrada até hoje pela trama, personagens, jogabilidade fluída, um mundo-aberto vivo e repleto de missões e side-quets interessantes, além de uma atmosfera densa e única.

Portal 2
Produtora: Valve / Editora: Electronic Arts

IMAGEaHR0cHM6Ly9zdGF0aWMuZ2FtZXZpY2lvLmNvbS9pbWFnZW5zX3VwL2JpZy8zNS8wMzQwOTAuanBn

Outra sequência de um grande jogo. A Valve produziu o primeiro Portal como uma espécie de Demo/Jogo Bônus da famosa The Orange Box, e que inconvenientemente caiu no gosto popular e da crítica, sendo considerada uma obra de altíssima qualidade em termos de profundidade de puzzles e história reflexiva, que faz muitos se questionarem sobre diversos assuntos da vida em particular.

Acompanhados pela adorável e assustadora IA GLaDOS que adora um bolo (brincadeiras a parte), o jogo trás uma evolução clara da fórmula, com um design único, vários paradigmas e detalhes do outro jogo em que ele abriga no universo (Portal está dentro do universo de Half-Life), o jogo foi um grandioso sucesso, considerado também como um dos grandes GOTY 2011, sendo produzido pela Valve, e publicado pela Electronic Arts em suas mídias físicas.

Também marcou como o último jogo Single-Player em muito tempo, com a empresa voltando a produzir uma obra do gênero de novo somente em 2020, ao lançar Half-Life: Alyx, um exclusivo de VR para PCs.

Gears of War 3
Produtora: Epic Games / Editora: Microsoft Studios

IMAGEaHR0cHM6Ly9zdGF0aWMuZ2FtZXZpY2lvLmNvbS9pbWFnZW5zX3VwL2JpZy8zNS8wMzQwOTEuanBn

O encerramento de uma gloriosa trilogia. Gears of War foi uma franquia nascida em 2006 pelo Xbox 360 graças a parceria entre Epic Games e Microsoft Studios, e foi um dos grandes pilares para o gênero atual de Third-Person Shooters, dando influencia a inúmeras franquias que vieram a partir dela, como Uncharted, Resident Evil 5, Dead Space 3, Ghost Recon: Future Soldier, e várias outras IPs.

A franquia idealizada por Cliff Bleszinski e Rod Fergusson rapidamente se tornou um dos pilares da plataforma ao lado de Halo e Forza, vendendo mais de 20 milhões de unidades com apenas 3 títulos no mercado. Gears of War 3 encerra a jornada de Marcus Fenix com uma sólida obra que foi um dos títulos mais aguardados de 2011, emplacando inúmeros prêmios e conquistas.

Foi também um dos jogos considerados por muitos como uma das melhores tramas dos videogames, uma despedida ilustre com a temática 'Brothers at the End', onde temos um enredo muito brutal, melancólico, reflexivo, e repleto de nuances sobre a humanidade em geral, e em alguns aspectos, sobre como seria viver num mundo onde os humanos lutam diariamente para viver contra forças alienígenas malignas.

Uncharted 3: Drake's Deception
Produtora: Naughty Dog / Editora: Sony Computer Entertainment

IMAGEaHR0cHM6Ly9zdGF0aWMuZ2FtZXZpY2lvLmNvbS9pbWFnZW5zX3VwL2JpZy8zNS8wMzQwOTIuanBn

Nathan Drake e seu sorriso foram um dos grandes chamarizes do PlayStation 3. Após um lançamento conturbado do console em 2006, a Naughty Dog foi um dos poucos estúdios que soube lidar friamente com o Chip Cell do console, criando grandes obras a todo instante, figurando a trilogia do adorado aventureiro Nate no console como um grande nome de peso na indústria.

O jogo anterior, Uncharted 2, foi o grande GOTY 2009, e a franquia foi colocada ali em um topo sólido de como se deve criar jogos de Ação-aventura. Sua sequência não deixou isso de lado, e evoluiu a fórmula da franquia com excelentes momentos épicos e que valem a pena ser relembrados. Assim como os Uncharted 1/2, U3 foi dirigido e concebido pela criadora da série, Amy Hennig, ao lado do co-criador Bruce Straley.

Esse foi o último jogo de Amy na franquia Uncharted, em vista que em 2014, a multi-premiada diretora da Naughty Dog deixou o estúdio para se juntar a Visceral Games da Electronic Arts. No entanto, a qualidade da série não caiu, onde em 2016 tivemos outra obra de excelente calibre, Uncharted 4.

The Legend of Zelda: Skyward Sword
Produtora: Nintendo EAD / Editora: Nintendo

IMAGEaHR0cHM6Ly9zdGF0aWMuZ2FtZXZpY2lvLmNvbS9pbWFnZW5zX3VwL2JpZy8zNS8wMzQwOTMuanBn

A entrada da lendária franquia Zelda no Wii. Vindo como sequência de Twilight Princess, um jogo originalmente previsto apenas para o GameCube, mas que também foi lançado ao Wii como título de lançamento, o novo capítulo da lendária franquia de Link e a princesa Zelda é repleto de momentos incríveis de muita aventura, com evoluções em mecânicas de dungeons e outros elementos.

O título foi lançado já no final de 2011, junto de outro grande título, Skyrim, mas conquistou todos os fãs por sua altíssima qualidade, levando mais de 5 prêmios durante a VGX 2011, além de um incrível MetaScore de +93.

Deus Ex: Human Revolution
Produtora: Eidos Montréal / Editora: Square Enix Europe

IMAGEaHR0cHM6Ly9zdGF0aWMuZ2FtZXZpY2lvLmNvbS9pbWFnZW5zX3VwL2JpZy8zNS8wMzQwOTQuanBn

Após a editora Eidos Interactiver ter sido comprada pela Square Enix, ela foi rebatizada de Square Enix Europe. Com isso, foi fundado um novo estúdio subsidiário da Eidos, a Eidos-Montréal, com o papel de lidar com as franquias Deus Ex e Thief. Daí tivemos o retorno da aclamada franquia de FPP RPG criada pela Ion Storm, com o lançamento de Deus Ex: Human Revolution.

Este que é um prequel dos dois jogos originais, traz o protagonista Adam Jensen, num título aclamado pela crítica e jogadores no geral por seu enredo e por seu design de missões e progressão, trazendo profundas mecânicas de Stealth e Action-Intense que serviram de inspiração para muitos jogos que vieram em seguida.

Foi lançado nos Xbox 360, PS3 e PC, sendo referência principalmente na plataforma da Microsoft, onde teve seu maior número de vendas.

The Elder Scrolls V: Skyrim
Produtora: Bethesda Game Studios / Editora: Bethesda Softworks

IMAGEaHR0cHM6Ly9zdGF0aWMuZ2FtZXZpY2lvLmNvbS9pbWFnZW5zX3VwL2JpZy8zNS8wMzQwOTUuanBn

Este que é considerado por muitos como a grande joia e o jogo que definiu o gênero Action-RPG em First-Person por muitos anos, sejam pela sua trama, seus personagens, suas side quests, pela sua brilhante trilha sonora, pelas DLCs que só foram melhorando, ou mesmo por seu incrível suporte aos Mods, Skyrim é considerado por muitos como um dos grandes jogos da vida, e o foi o grande GOTY 2011 da VGX.

O título, produzido pela Betheda Game Studios e publicado pela Bethesda Softworks, foi lançado em 11/11/11, e com ele, vieram uma legião de fãs ávidos que até hoje estão sempre ativos na comunidade do jogo, sempre com alguma caraterística encontrada ou se divertindo com os bugs do jogo, que por sinal, são diversos.

Ele é considerado o grande ápice da carreira do diretor Todd Howard, e foi um dos definidores da geração de Xbox 360 e PS3.

Assassin's Creed: Revelations
Produtora: Ubisoft Montréal / Editora: Ubisoft Entertainment

IMAGEaHR0cHM6Ly9zdGF0aWMuZ2FtZXZpY2lvLmNvbS9pbWFnZW5zX3VwL2JpZy8zNS8wMzQwOTYuanBn

O encerramento da Trilogia Ezio iniciada em 2009 com Assassin's Creed II ocorreu em 2011. Revelations foi produzido pelo Time C dentro da Ubisoft Montréal, onde seu desenvolvimento se iniciou em 2008. Diferente de AC II que foi feito pelo Time A, e Brotherhood que foi do Time B, aqui, Alexandre Amancio dirigiu o projeto, que traz um Ezio mais velho e cansado, porém com muita garra e vontade.

Revelations é muito querido pelos jogadores por seu forte enredo e entendimento de grande parte de como funciona a Maçã do Éden, o Animus, a Abstergo, e também da trama por trás de Altair, o primeiro protagonista da franquia. Ezio finaliza sua jornada em grande estilo, com um jogo que foi recebido de forma ótima pelos jogadores e pela crítica, mas que citaram alguns defeitos, como repetição de missões e cenários constante, além de um design de missões pobre.

Mesmo assim, isso não impediu o sucesso crítico e comercial do título, que recebeu diversos prêmios e vendeu acima de 11 milhões de unidades. Ezio não poderia ter contido um excelente final se não este, e a Ubisoft Montréal conseguiu fazer isso com chave de ouro em Assassin's Creed: Revelations.

Forza Motorsport 4
Produtora: Turn 10 Studios / Editora: Microsoft Studios

IMAGEaHR0cHM6Ly9zdGF0aWMuZ2FtZXZpY2lvLmNvbS9pbWFnZW5zX3VwL2JpZy8zNS8wMzQwOTguanBn

Inaugurando a capa do jogo com a novíssima Ferrari 458 Italia da época, para muitos, a franquia Forza Motorsport nunca teve momentos baixos. Desde sua criação em 2005, todos os jogos da série sempre tiravam notas acima de +90, e com Forza Motorsport 4 não foi diferente, sendo este considerado por muitos como o ápice vital da lendária franquia de corridas do Xbox 360.

O título foi lançado no final de 2011, junto de Gears of War 3, e refinou tudo o que havia dado certo no jogo anterior. Aqui, a Turn 10 Studios sempre apontou mais como uma evolução do que uma revolução, onde traria mais elementos como o suporte ao Kinect, além de ampliação na garagem de carros, ainda mais foto-realismo, e mais imersão na dirigibilidade, trazendo os novos Drivatar 2.0 somados numa melhorada FTech Engine que encheram os olhos de muitos por sua beleza.

Motorsport 4 rendeu muitos elogios e prêmios que fizeram até muitos sites e veículos declararem-o como um dos grande concorrentes a GOTY 2011, superando o seu rival lançado na mesma época, Gran Turismo 5. Também foi o último jogo da franquia antes da estreia do seu spin-off que chegou em 2012, Forza Horizon.

LittleBigPlanet 2
Produtora: Media Molecule / Editora: Sony Computer Entertainment

IMAGEaHR0cHM6Ly9zdGF0aWMuZ2FtZXZpY2lvLmNvbS9pbWFnZW5zX3VwL2JpZy8zNS8wMzQwOTkuanBn

O auge da carreira da Media Molecule aconteceu em 2011, com a sequência do muito aclamado LittleBigPlanet. Trazendo mais mais ambientes repletos de puzzles e cenários com aventuras e muita diversão, o estúdio da Sony Computer Entertainment trouxe aqui uma das melhores obras do PS3, consagrando o fofo Sackboy como um dos mascotes oficiais da marca PlayStation.

LittleBigPlanet 2 também foi um título muito adorado por seu segmento revolucionário de Criação & Sand-Box, onde renderam vários ''jogos'' extras que podiam ser feitos pelos jogadores, uma mecânica que impulsionou a indústria de videogames em muitos cenários. Também foi evoluído pela própria Media Molecule em futuros anos, com a chegada de outro grande título, Dreams.

Super Mario 3D Land
Produtora: Nintendo EAD, Brownie Brown / Editora: Nintendo

IMAGEaHR0cHM6Ly9zdGF0aWMuZ2FtZXZpY2lvLmNvbS9pbWFnZW5zX3VwL2JpZy8zNS8wMzQxMDAuanBn

Antecedendo o título que viria posteriormente para o WiiU, a Nintendo mais uma vez trouxe uma obra-primeira do encanador favorito dos jogadores. Super Mario 3D Land chegou para o 3DS, e foi uma clara surpresa quando se trata de jogos de plataforma.

Com muitos elementos novos graças a estética 3D somados ao portátil da Big N, o jogo trouxe muitas mecânicas de jogabilidade inovadoras e fundamentais para o futuro Super Mario 3D World, sendo produzido pela Nintendo EAD e pela Brownie Brown, duas subsidiárias empresa.

Seu sucesso foi bastante grande, o que lhe rendeu o prêmio de Melhor Jogo Portátil de 2011 na VGX.

Shift 2: Unleashed - Need for Speed
Produtora: Slightly Mad Studios / Editora: Electronic Arts

IMAGEaHR0cHM6Ly9zdGF0aWMuZ2FtZXZpY2lvLmNvbS9pbWFnZW5zX3VwL2JpZy8zNS8wMzQxMDEuanBn

Vindo com a promessa de ser o maior jogo de simulação da franquia Need for Speed, e com o desejo de ser superior ao Forza Motorsport 4 e Gran Turismo 5, o novo jogo da famosa série da Electronic Arts chegou com grande entusiasmo e anseio dos fãs, que estavam aguardando a um bom tempo a sequência do ótimo Need for Speed: Shift de 2009.

A Slightly Mad Studios fez questão de coletar todas as críticas do jogadores com o título anterior, e seu objetivo era ser um primoroso e rico título de simulação. Com mais de 200 carros, sistemas de jogabilidade para deixá-lo fortemente com cara de um título feito para volantes em videogames, e repleto de pistas reais e famosas com um alto índice de fot-realismo graças a evolução do motor gráfico da empresa, Shift 2: Unleashed emplacou no mercado uma grandiosa obra-prima.

Mesmo que no mesmo de 2011 viesse futuramente o Need for Speed: The Run, foi com Shift 2 que a Electronic Arts se saiu melhor, em um jogo que recebeu milhares de elogios por suas claras evoluções e ampliações, além de um aspecto técnico que até hoje impressiona.

Dark Souls
Produtora: FromSoftware / Editora: Bandai Namco

IMAGEaHR0cHM6Ly9zdGF0aWMuZ2FtZXZpY2lvLmNvbS9pbWFnZW5zX3VwL2JpZy8zNS8wMzQxMDIuanBn

Muitos conhecem o grande estúdio de Hidetaka Miyazaki por conta desse jogo em específico, que mudou paradigmas e fomentou um próprio gênero e mercado de jogos específico voltado para os Gamers Hardcore. De fato o estilo Soulsborne nasceu em 2009, com Demon's Souls, mas foi em 2011, com Dark Souls, que ele decolou.

Com um mundo recheado de inimigos e um design único, muita versatilidade e possibilidades de customização e formação de táticas para combater seus inimigos, o desafiador e intrigante Dark Souls conquistou a crítica e o público, e desde sua criação, carrega uma legião de fãs e amantes do gênero. Foi um dos títulos que mais recebeu indicações durante o BAFTA 2012, ganhando 4 prêmios no total, incluindo o de Melhor Jogo.

Minecraft
Produtora: Mojang Stockholm / Editora: Mojang AB

IMAGEaHR0cHM6Ly9zdGF0aWMuZ2FtZXZpY2lvLmNvbS9pbWFnZW5zX3VwL2JpZy8zNS8wMzQxMDMuanBn

O maior jogo indie que se tornou o videogame mais vendido da indústria, ultrapassando mais de 200 milhões de unidades vendidas em 2021; O título Sand-box criado pela Mojang Stockholm, que hoje conta com o suporte de outras 4 divisões do estúdio moldou a indústria, e evolui-a como ninguém tinha visto antes, dando impulso aos aspectos de jogo Online e Mundo-Aberto que vemos em alta há alguns anos.

Em 2014, tanto o Minecraft quanto a Mojang AB, hoje chamada de Mojang Studios, foram adquiridos pela Microsoft Studios, pelo alto valor de US$ 2,5 Bilhões. Desde então, ele chegou a outras plataformas, como Xbox One, PS4, PS Vita, Switch, Windows 10, Xbox Game Pass, e recebeu diversos spin-offs e versões para diferentes mercados e formas, sendo também um jogo que foi muito usado de modelo para o VR.

A revolução que Minecraft foi na indústria continua sendo sentida até os dias atuais, e provavelmente continuará sendo, um jogo que pegou todos de surpresa, e até hoje é um hit tanto para crianças quanto os adultos.

Call of Duty: Modern Warfare 3
Produtora: Sledgehammer Games, Infinity Ward / Editora: Activision Inc.

IMAGEaHR0cHM6Ly9zdGF0aWMuZ2FtZXZpY2lvLmNvbS9pbWFnZW5zX3VwL2JpZy8zNS8wMzQxMDQuanBn

Encerrando a aclamada trilogia Modern Warfare criada em 2007 pela Infinity Ward, chegou ao mercado o novo esforço feito em conjunto pela Sledgehammer Games, que liderou o desenvolvimento do título devido aos problemas internos da IW, mas que manteve sua mão no título, e publicado pela Activision Publishing Inc. Até o ano de 2015, este ainda foi o título mais vendido da franquia, que colocou mais de 38 milhões de cópias vendidas.

Dividiu opiniões em alguns aspectos devido ao encerramento da história da franquia, com alguns fãs e jogadores se questionando as escolhas da trama. Também dividiu um pouco de opiniões em termos de multiplayer, mas estes não foram tanto, que foi suficiente para o título colocar sua média de +88/100.

L.A. Noire
Produtora: Team Bondi / Editora: Rockstar Games

IMAGEaHR0cHM6Ly9zdGF0aWMuZ2FtZXZpY2lvLmNvbS9pbWFnZW5zX3VwL2JpZy8zNS8wMzQxMDUuanBn

Um dos últimos jogos que a Rockstar Games apenas publicou, e não necessariamente desenvolveu. L.A. Noire foi uma grande promessa da indústria em termos de jogo de investigação e ação, que foi feito pela Team Bondi, o estúdio criado pelo diretor de The Gateway da Sony.

Trazendo uma grande riqueza de recursos na sua captura de movimentos graças ao Motion-Capture, o jogo foi capaz de trazer muito realismo na hora dos personagens demonstrarem suas expressões faciais, mas pecou em trazer um gameplay mais engajado e um enredo mais focado. Mesmo assim, conseguiu se garantir como uma das grandes figuras de 2011, sendo um sucesso crítico e comercial.

Em 2017, recebeu versão remasterizada para Xbox One, PS4 e Swich, além de uma expansão para VR, chamada The Case Files.

Battlefield 3
Produtora: DICE / Editora: Electronic Arts

IMAGEaHR0cHM6Ly9zdGF0aWMuZ2FtZXZpY2lvLmNvbS9pbWFnZW5zX3VwL2JpZy8zNS8wMzQxMDYuanBn

Para muitos esse foi o maior ápice da franquia Battlefield. Chegando após a duologia de Battlefield: Bad Company 1 e 2, o BF3 se consagrou em 2011 como o maior rival da Activision e seu Call of Duty: Modern Warfare 3, trazendo uma verdadeira experiência de nova geração em um FPS Moderno que chegou trazendo inúmeras evoluções em seu segmento de Multiplayer.

O título emplacou notas altíssimas da crítica, que se surpreenderam com a versatilidade e alta gama de cuidado com o modo, ao mesmo tempo que gostaram do ritmo dado pela DICE para não se parecer tanto com a fórmula de CoD, trazendo um título com um pouco de aspectos mais realistas e densos para a experiência, que conquistou mais de 10 milhões de cópias, e foi um dos FPSs mais aclamados dos últimos anos de vida do Xbox 360 e PS3.

Dragon Age II
Produtora: BioWare / Editora: Electronic Arts

IMAGEaHR0cHM6Ly9zdGF0aWMuZ2FtZXZpY2lvLmNvbS9pbWFnZW5zX3VwL2JpZy8zNS8wMzQxMDcuanBn

Sequência direta do aclamado Dragon Age: Origins, a BioWare em 2011 trouxe sua sequência direta, Dragon Age II, estrelando um dos protagonistas mais carismáticos e queridos pelos fãs da franquia, Hawke. DA2 é muito elogiado e querido por sua história, missões e design de combate e estética.

Porém, também é altamente criticado por mudanças drásticas, como o foco do jogo ter saído do RPG, e ido para um lado bem mais Hack'n Slash de ação-aventura, tal como em 2010 aconteceu com a franquia da Microsoft e Lionhead, o Fable III. Mesmo assim, isso não tirou a maior parte do brilho que Dragon Age II conteve, se consagrando como um dos melhores jogos de Ação & Aventura de 2011, ganhando mais de 4 prêmios durante o BAFTA Awards.

É certo que o título dividiu opiniões quanto a esses detalhes, com muitos até hoje desejando que houvesse um ''remake'' onde colocasse mais RPG e elementos caraterísticos no jogo para que ele não ficasse tão puro de ação e combate, mas o charme do título com certeza se manteve e se figurou na História e Personagens, que são considerados por grande parte dos jogadores como marcantes e bem estabelecidos.

inFAMOUS 2
Produtora: Sucker Punch / Editora: Sony Computer Entertainment

IMAGEaHR0cHM6Ly9zdGF0aWMuZ2FtZXZpY2lvLmNvbS9pbWFnZW5zX3VwL2JpZy8zNS8wMzQxMDguanBn

Em 2007, a indústria viu algumas novas mudanças e evolução no gênero de jogos de Ação em Mundo-Aberto com muita explosão e estilo Sand-box, caracterizados pela chegada inesperada de Crackdown. O jogo produzido pela Realtime Worlds e dirigido pelo criador de GTA, David Jones, ajudou ao mercado a se expandir e abrir meios para outros formatos que categorizaram como jogo de herói em aventura.

Muitos títulos e séries abordaram esse 'style', como Gravity Rush, Just Cause, Prototype, e inFAMOUS, uma das principais e que fez isso de maneira perfeita. Depois da Sucker Punch e Sony Computer Entertainment terem entregado um excelente primeiro título no PS3, a sequência veio em 2011, trazendo um Cole mais velho e sério, carregado por uma história mais misteriosa e repleta de nuances no famoso jeito da franquia de te dar a liberdade de ser Bom ou Mal.

O jogo apresentou inúmeras melhorias em seu design de missões, que no título original foi dito por muitos como cansativo ou enjoativo, e aqui soube estabilizar mais a durabilidade com a versatilidade de formas que você pode seguir, trazendo um gameplay divertido e sofisticado, agradando muito os fãs do jogo original da crítica. inFAMOUS 2 foi um dos jogos mais esperados do PS3 em 2011, e sua espera valeu a pena, pois o jogo conseguiu vender mais de 3 milhões de unidades em cerca de 1 ano.

Dead Space 2
Produtora: Visceral Games / Editora: Electronic Arts

IMAGEaHR0cHM6Ly9zdGF0aWMuZ2FtZXZpY2lvLmNvbS9pbWFnZW5zX3VwL2JpZy8zNS8wMzQxMDkuanBn

Vindo como sequência do jogo original de 2008, a Visceral Games deu sequência ao seu Survival-Horror Espacial estralado pelo protagonista Isaac Clarke, que deixou de ser mudo! A Electronic Arts deu cartão verde para uma sequência após o hit de sucesso critico e comercial do primeiro jogo, mas aqui seguiu uma estrutura mais diferenciada.

Ao invés de ser um puro Survival-Horror em Third Person, Dead Space 2 combinou mais elementos cinematográficos de ação, para agradar e atrair uma base mais alta de jogadores, tal como a série Resident Evil fez durante esse período, e funcionou de maneira perfeita. Os jogadores até hoje se lembram da famosa cena da agulha no olho que protagonizou inúmeros momentos de terror e susto, ao mesmo tempo que foi um sólido jogo carregado por uma atmosfera e ambientação rica em detalhes e realismo.

A Visceral Games obteve com grandioso sucesso com o jogo, que ficou com a média de +90/100, além de ter vendido mais de 6 milhões de unidades. Apesar desse sucesso comercial, a Electronic Arts ainda considerou Dead Space 2 como um fracasso comercial, em vista que foram necessários mais de US$ 65 milhões para desenvolve-lo, sem contar nos custos de marketing e publicidade. Mesmo com isso, o jogo ainda é um clássico da indústria, e sem dúvidas será lembrado e adorado pela comunidade por muitos anos.

MENÇÕES HONROSAS:

  1. The Witcher 2: Assassins of Kings (CD Projekt RED / Microsoft Studios)
  2. Resistance 3 (Insomniac Games / Sony Computer Entertainment)
  3. Mortal Kombat 9 (NetherRealm Studios / Warner Bros. Games)
  4. Crysis 2 (Crytek / Electronic Arts)
  5. Driver San Francisco (Ubisoft Reflections / Ubisoft Entertaimment)
Billy Butcher
Billy Butcher #BillyButcher

Um grande fã de jogos e filmes dos gêneros Stealth e Ficção-Científica.

Tenho uma paixão imensa pela franquia Metal Gear Solid, na qual considero a minha favorita, porém também sou um grande amante das sagas Halo e StarCraft.

Moderador do Site, Volta Redonda, Rio de Janeiro
Deixe seu comentário para sabermos o que você achou da publicação
Não se esqueça que você pode participar do nosso Discord.
E também nos seguir no Facebook, Twitter, Instagram e na nossa curadorida da Steam.