Arkane Lyon fala sobre como funciona a dinâmica de Multiplayer/IA em Deathloop

Arkane Lyon fala sobre como funciona a dinâmica de Multiplayer/IA em Deathloop

Também explicam como fizeram para tornar 4 'Murder-Puzzles' em 16 combinações diferentes
#Games Publicado por Billy Butcher, em

Nas últimas semanas, a Arkane, em suas duas versões de estúdio, tem estado no centro de notícias, informações, vazamentos e possíveis detalhes do que eles tem forjado internamente.

Enquanto o estúdio principal, Arkane Lyon, irá lançar seu Deathloop para PS5 e PC em alguns meses, após ter sido adiado de Maio para Setembro, a outra versão do estúdio, Arkane Austin, tem estado no centro de rumores que envolve uma Nova IP de Vampiros chamada 'Omen.'

Voltando ao estúdio original de Arx Fatalis, Dishonored 2 e Death of the Outsider, a Arkane Lyon, em uma recente entrevista com a GamesRadar+ e coletada pela Game Rant, foi revelado alguns novos detalhes sobre a IA do título, bem como sua dinâmica de ser um Single e Multiplayer inter-narrativo.

Também foi revelado alguns detalhes sobre os 'Puzzles Assassino' do jogo. A entrevista foi com os ilustres Dinga Bakaba, diretor de jogo da Arkane Lyon em Deathloop, e Sebasttian Mithon, diretor de arte da Arkane Lyon, que comentaram os assuntos.

"Em Deathloop, os jogadores terão a tarefa de assassinar 8 visionários, cada um empenhado em alcançar a vida eterna. Como Colt, é a única maneira de escapar do Deathloop que se vê constantemente caçado pelos habitantes de Blackreef."

"Usando uma variedade de armas e superpoderes, ele tem que assassinar os oito alvos antes da meia-noite ou o ciclo começa novamente", descreve a Arkane Lyon inicialmente.

Para tornar as coisas exponencialmente piores, ele está sendo caçado por uma assassina igualmente habilidosa chamada Julianna, que tem a tarefa de matar Colt antes que ele possa encerrar o ciclo. Como os jogadores podem esperar, essa dinâmica configura o jogo para uma experiência Multiplayer única.

Não há como dizer como o jogo impedirá Julianna de matar o jogador Colt, sejam eles randomizados ou não, mas os jogadores sempre podem desligar o recurso multiplayer se isso se tornar um problema.

Se o jogador decidir fazer isso, Julianna será substituída por um personagem de IA. Será interessante ver como a IA se compara às contrapartes Multiplayer, e o que acontece se o jogador controlando Julianna sair no meio de um loop.

Caso o jogador mate Julianna, é interessante imaginar o que acontecerá com o usuário que está jogando com ela.

aGZGTVlhZkV2UXM=

A Arkane Lyon diz que o loop temporal que coloca Colt repetidamente de volta no início do dia é fundamental para Deathloop, mas também é a passagem normal do tempo. Existem quatro áreas na ilha principal do jogo: Fristad Rock, Karl's Bay, Updaam e o Complexo.

Existem também quatro períodos em cada dia jogável: Manhã, Meio-Dia, Tarde e Noite. Cada área não é apenas o lar de diferentes Visionários, os oito alvos que Colt precisa matar para encerrar o ciclo de tempo, mas também mudam com o passar do dia.

Isso cria uma variante de Manhã, Meio-Dia, Tarde e Noite de cada um dos quatro níveis, e isso é apenas o início do design de níveis em camadas do Deathloop.

“Há uma solução correta, há uma maneira de quebrar o ciclo”, diz a designer Dana Nightingale sobre o “Muder Puzzle” que impulsiona a campanha feita pelo jogador.

"Mas descobri-lo não é algo que você possa fazer de cara."

O diretor Dinga Bakaba destaca uma maneira como as descobertas cumulativas moldam suas decisões e como essas decisões, por sua vez, afetam os eventos do dia.

Você pode encontrar uma pista sobre um código de segurança em uma área durante a manhã, apenas para ir para outra área à tarde para coletar o código. São dois intervalos de tempo, metade do seu dia, gastos em uma única informação.

O código de segurança em si será redefinido durante a noite, mas da próxima vez você pode ir direto para o esconderijo do código primeiro, preparando-o para uma infiltração anterior.

Desta forma, reunir informações da maneira antiga é tão vital para a progressão quanto atualizar as habilidades de Colt (um processo que também está inteligentemente entrelaçado, já que matar cada Visionário irá desbloquear ou melhorar um poder específico).

Na ausência de moeda, o que não seria necessário em uma realidade onde o amanhã nunca chega, isso transforma o próprio tempo em um recurso que pode ser gasto explorando, coletando inteligência ou simplesmente acumulando mais poder para seu próximo tiroteio.

Você tem que decidir como passar cada período de cada dia, e como você sempre pode apostar em uma lousa limpa amanhã, o teto para a experimentação é muito alto.

“Certos roteiros e atividades funcionam apenas pela manhã e não à tarde, e outros vice-versa”, explica o diretor de arte Sébastien Mitton.

"Também há marés que dão acesso a alguns lugares em alguns momentos do dia."

"Há um nível de 'Não tenho certeza se essa coisa deveria existir", diz Bakaba sobre o nível de design tortuoso, mas em constante evolução de Deathloop.

"Mas existe. E isso é lindo."

Zno4aVg0UHFWTnc=

Deathloop chegará ao mercado em 14 de Setembro de 2021, exclusivamente para PlayStation 5 e PC.

Fonte 1: Game Rant
Fonte 2: GamesRadar+
Billy Butcher
Billy Butcher #BillyButcher

Um grande fã de jogos e filmes dos gêneros Stealth e Ficção-Científica.

Tenho uma paixão imensa pela franquia Metal Gear Solid, na qual considero a minha favorita, porém também sou um grande amante das sagas Halo e StarCraft.

Moderador do Site, Volta Redonda, Rio de Janeiro