Microsoft publica uma nota sobre a lucratividade da divisão Xbox após seus documentos vazarem

Microsoft publica uma nota sobre a lucratividade da divisão Xbox após seus documentos vazarem

Empresa fala dos seus 23 estúdios, e que seus lucros não vem da venda de hardware
#Games Publicado por Billy Butcher, em

Ontem tivemos a presença de Lori Wright, a VP de desenvolvimento da divisão de videogames da Microsoft, o Team Xbox, no tribunal judicial que colocou Apple vs. Epic Games numa disputa para saber quem está certo na briga entre Fortnite e a App Store, com sua taxa de cobrança em apps e jogos terceiros no iOS sendo de 30%.

Durante o caso, Wright apontou alguns detalhes importantes sobre o Xbox e como ele funciona, claro, é um interrogatório, então a juíza precisa de informações da Microsoft para saber como o impacto de um console doméstico afeta tudo no geral. Wright foi perguntada se "a Microsoft alguma vez obtém lucro com a venda de um console Xbox?" onde ela respondeu com um não. Com isso, veio outra pergunta: "se a Microsoft vende consoles com prejuízo, por que continua vendendo consoles?"

Foi dito pela VP de desenvolvimento do Xbox que o modelo de negócios é para uma experiência de ponta a ponta do consumidor, e para isso, o hardware é fundamental. Agora, como apontado e relatado por Tom Warren, jornalista da The Verge, a Microsoft publicou uma declaração sobre o assunto.

Numa rápida mensagem, a empresa fala sobre a importância do Xbox, e que sim, a divisão é lucrativa, apesar das vendas de consoles não gerarem renda (o que é algo que muitos já sabiam, Microsoft e Sony não lucram com a venda de hardwares, mas sim de software e serviços). A empresa também apontou sua crescente expansão na divisão, e dos seus 23 estúdios internos.

''Com mais de 23 estúdios de jogos criando jogos, mais de 100 milhões de jogadores Xbox ativos por mês e mais de 18 milhões de assinantes do Xbox Game Pass em consoles, PC e dispositivos móveis, o negócio de jogos é um negócio lucrativo e de alto crescimento para a Microsoft.''

''O negócio de jogos de console é tradicionalmente um modelo de subsídio de hardware. As empresas de jogos vendem consoles com prejuízo e atraem novos clientes. Os lucros são gerados em vendas de jogos e assinaturas de serviços online'', disse a Microsoft hoje.

Billy Butcher
Billy Butcher #BillyButcher

Um grande fã de jogos e filmes dos gêneros Stealth e Ficção-Científica.

Tenho uma paixão imensa pela franquia Metal Gear Solid, na qual considero a minha favorita, porém também sou um grande amante das sagas Halo e StarCraft.

Moderador do Site, Volta Redonda, Rio de Janeiro