Metal Gear Solid 2 originalmente teria Hans Zimmer como compositor

Metal Gear Solid 2 originalmente teria Hans Zimmer como compositor

Hideo Kojima queria trazer estrelas de Hollywood já em MGS 2, mas os custos seriam excessivamente caros
#Curiosidades Publicado por Billy Butcher, em

A trilha sonora inesquecível de Harry Gregson-Wiliams ainda esta guardada na memória dos jogadores que apreciaram Metal Gear Solid 2: Sons of Liberty, mas a história poderia ter sido muito diferente.

No início, Hideo Kojima pretendia contratar Hans Zimmer, mas no final, ele teve que "se contentar" com Williams. Após o sucesso comercial de Metal Gear Solid, que rendeu muito dinheiro à Konami, Hideo Kojima pensou em contratar um grande nome para a trilha sonora da sequência.

O designer e sua equipe abordaram Hans Zimmer, que, no entanto, não se convenceu devido a uma oferta monetária (cachê) considerado insuficiente. Isso foi revelado pela produtora Rika Muranaka em uma entrevista concedida a GameDeveloper.

Muranaka contribuiu para a trilha sonora de MGS 1 (em particular para a música The Best is Yet to Come) junto com uma equipe de som que também incluiu Takanari Ishiyama, Gigi Meroni, Kazuki Muraoka, Lee Jeon Myung e Hiroyuki Togo.

"Depois do sucesso de Metal Gear Solid, Hideo disse, 'Ok, temos um orçamento, talvez possamos contratar um grande compositor de Hollywood'. Fomos para Media Venture (agora conhecida como Remote Control Productions), o estúdio de Hans Zimmer."

"Queríamos ele inicialmente, mas ele nos disse: 'Não, não posso fazer isso por esse dinheiro.' Foi superfaturado. Então, Hideo me pediu para falar com Harry Gregson-Williams, que na época trabalhava no estúdio de Hans Zimmer."

Gregson-Williams, por sua vez, disse:

"Nunca pensei em fazer a trilha sonora de um jogo. Acho que nenhum cineasta o tinha feito na época, então não havia precedentes. Eu nunca iria fazer, se não for Hideo. Ele veio até mim."

"Eu ouvi falar dele, eu sabia o que ele estava fazendo e ele me escreveu um e-mail, eu acho. Ele disse que gostou da minha composição e queria que seu jogo "soasse" assim. Na época eu estava abaixo do radar, então era responsabilidade de Zimmer me guiar."

"Ele não se opôs, mas disse: 'Preste atenção, você está tentando construir uma carreira como compositor de filmes, e não de jogos.' Mas no fim, as coisas não deram errado, não é?"

Billy Butcher
Billy Butcher #BillyButcher

Um grande fã de jogos e filmes dos gêneros Stealth e Ficção-Científica.

Tenho uma paixão imensa pela franquia Metal Gear Solid, na qual considero a minha favorita, porém também sou um grande amante das sagas Halo e StarCraft.

Moderador do Site, Volta Redonda, Rio de Janeiro
Publicações em Destaque