Bobby Kotick diz que considera deixar o cargo de CEO da Activision Blizzard caso não consiga resolver os problemas atuais da empresa

Bobby Kotick diz que considera deixar o cargo de CEO da Activision Blizzard caso não consiga "resolver os problemas atuais da empresa"

Um relatório do Wall Street Journal diz que ele se reuniu na semana passada com executivos e gerentes seniores
#Mundo Publicado por Billy Butcher, em

O CEO da Activision Blizzard, Bobby Kotick, que na semana passada foi alvo de greves de funcionários e pedidos de demissão de acionistas, disse que "considerará deixar a empresa" se não puder resolver rapidamente as questões de assédio que chegaram às manchetes em todo o mundo este ano.

O The Wall Street Journal (WSJ) diz que Kotick se reuniu com os executivos da Blizzard na última sexta-feira e disse a eles que “ele consideraria deixar a empresa se não pudesse resolver rapidamente os problemas culturais na gigante dos videogames”.

O relatório do WSJ diz:

"Kotick, que liderou a Activision por 3 décadas, não chegou a dizer que deixaria o cargo em uma reunião na sexta-feira com executivos da unidade Blizzard Entertainment da empresa, mas deixou a possibilidade em aberto se os problemas de má conduta em toda a empresa não fossem resolvidos com velocidade”, disse o jornal americano.

Também foi dito que em uma reunião separada na sexta-feira:

“Altos executivos da Activision Publishing (divisão/editora fora a parte da Activision Blizzard) relataram ao Sr. Kotick que alguns funcionários não ficariam satisfeitos a menos que ele renunciasse, de acordo com essas pessoas”, e que “Sr. Kotick disse que estava envergonhado por alguns dos incidentes que aconteceram sob seu comando e se desculpou por como ele lidou com os problemas que se desenrolavam.”

Soa um pouco estranho o CEO dizer que "não sabia desses casos". Kotick assumiu o comando de uma Activision renascida em 2008 (quando a empresa se fundiu com a Vivendi Games, se tornando Activision Blizzard).

Esses “problemas culturais” de que ele está falando não são algo pequeno e único de uma subsidiária, mas sim algo em larga escala na Activision Blizzard, sendo um nível sistêmico de assédio, misoginia e abuso, fomentados por anos de negligência cultural e às vezes até mesmo supostamente cometidos e protegidos pelo próprio Kotick.

Billy Butcher
Billy Butcher #BillyButcher

Um grande fã de jogos e filmes dos gêneros Stealth e Ficção-Científica.

Tenho uma paixão imensa pela franquia Metal Gear Solid, na qual considero a minha favorita, porém também sou um grande amante das sagas Halo e StarCraft.

Moderador do Site, Volta Redonda, Rio de Janeiro
Deixe seu comentário para sabermos o que você achou da publicação
Não se esqueça que você pode participar do nosso Discord.
E também nos seguir no Facebook, Twitter, Instagram e na nossa curadorida da Steam.
Publicações em Destaque
#Games, Por VSDias55,
#Games, Por coca,
#Games, Por ricklek550,