Activision demite dezenas de funcionários do setor de controle de qualidade da Raven Software

Activision demite dezenas de funcionários do setor de controle de qualidade da Raven Software

Após inúmeras promessas de melhores salários, a editora decide ir pelo contrário, demitindo funcionários do estúdio
#Games Publicado por Billy Butcher, em

Uma nova tempestade de problemas está atingindo a Activision Blizzard. Conforme relatado pelo jornalista do Bloomberg Jason Schreier e outras fontes, a Raven Software, o estúdio que lida com Call of Duty: Warzone, despediu abruptamente um grupo de testadores de Controle de Qualidade.

As demissões nesse grupo já atingiram 12 pessoas, às quais outras poderiam se somar nos próximos dias, totalizando em mais de 50 despedidos. Para os demais funcionários de QA, um fim de semana de profunda incerteza acaba de começar, pois eles não têm reuniões agendadas para a próxima semana e, consequentemente, temem ser demitidos.

"Estou em contato com meia dúzia de testadores da Raven Software. A empresa está informando um a um sobre a dispensa. No entanto, alguns não têm reuniões agendadas para a próxima semana, então estão entrando no fim de semana sem saber se ainda vão ter um emprego", explicou Schreier.

Manobras deste tipo certamente não são raras na indústria de videogames (especialmente se envolverem empreiteiros), no entanto, isso está gerando muita controvérsia e muita raiva pela maneira como foi implementado pela Activision.

Aparentemente, para os testadores em causa, uma transferência para uma empresa parceira, Volt, foi prometida, resultando em um aumento nos benefícios, bônus e salários por hora (de US$ 17 para US$ 18,50 por hora). Além do dano, houve também o insultos, resultando em uma briga interna na empresa.

Muitas dessas pessoas se mudaram especificamente para Madison, Wisconsin, onde reside a sede da Raven Software, com a promessa de uma promoção futura. O Kotaku observou que tais promessas são uma tática bem conhecida na indústria. Algumas empresas o implementam para garantir os serviços de empreiteiros, que esperam obter contratos em tempo integral.

“Estou arrasado no momento. Meus amigos do QA (Quality Assurance) haviam recebido promessas durante meses de um aumento de seus salários, graças a uma reestruturação salarial em que a Activision estava trabalhando. Hoje, um por um, eles foram chamados para reuniões e logo em seguida foram demitidos", disse Austin O'Brian, gerente de comunidade da Raven Software.

As demissões de pessoas já atingidas entrarão em vigor a partir de janeiro. Tudo isso se passa nos dias em que Call of Duty: Warzone se prepara para entrar em mais um capítulo importante de sua história, transformando-se em Call of Duty Warzone Pacific e integrando-se ao COD Vanguard.

Paralelamente a tudo isso, Schreier também observou que COD Warzone gerou US$ 1,93 bilhão em receita no ano passado, de acordo com estimativas da SuperData.

Billy Butcher
Billy Butcher #BillyButcher

Um grande fã de jogos e filmes dos gêneros Stealth e Ficção-Científica.

Tenho uma paixão imensa pela franquia Metal Gear Solid, na qual considero a minha favorita, porém também sou um grande amante das sagas Halo e StarCraft.

Moderador do Site, Volta Redonda, Rio de Janeiro
Deixe seu comentário para sabermos o que você achou da publicação
Não se esqueça que você pode participar do nosso Discord.
E também nos seguir no Facebook, Twitter, Instagram e na nossa curadorida da Steam.
Publicações em Destaque
#Games, Por coca,
#Games, Por VSDias55,
#Games, Por coca,