Geoff Keighley toma decisão de banir a presença da Activision Blizzard no The Game Awards 2021

Geoff Keighley toma decisão de banir a presença da Activision Blizzard no The Game Awards 2021

Após usuários de plantão e jornalistas cobrarem no Twitter para que o TGA falasse do assunto, o apresentador decidiu reaver suas declarações
#Games Publicado por Billy Butcher, em

Poucos dias antes da exibição da 8° edição do The Game Awards, Geoff Keighley gerou um imenso debate nas redes sociais do Twitter entre os jogadores e jornalistas por algumas declarações que ele fez ao The Washington Post, tornadas públicas ontem.

Conversando com o conhecido jornal americano, o apresentador disse que ainda estava indeciso sobre como lidar com o espinhoso problema da Activision Blizzard durante o evento (pois a editora é um dos parceiros/financiadores do TGA, com Rob Kostich, presidente da Activision Publishing, fazendo parte dos diretores de conselho do evento).

Sem comentar as denúncias feitas contra a empresa, Keighley explicou que queria focar exclusivamente em jogos, para oferecer a desenvolvedores e funcionários a oportunidade de mostrar seu trabalho ao público, ao invés de transformar o TGA numa "Guerra Política".

Essa tomada de atitude de Keighley foi julgada como não corajosa pela grande parcela de jogadores e mídia no Twitter, que vieram em extrema retaliação ao apresentador do TGA, dizendo que gostariam de ver Keighley explorar o enorme palco da mídia do The Game Awards para aumentar a conscientização pública sobre casos de assédio que ocorreram durante 20 anos nos estúdios da Activision Blizzard.

Bem, poucas horas após as declarações polêmicas, Keighley foi ao Twitter para finalmente tomar uma posição e anunciar que a Activision Blizzard não fará mais parte do The Game Awards 2021, com a editora sendo "banida" do evento.

O show do TGA para esse, portanto, não terá anúncios de jogos, novos trailers de jogos anunciados pela editora, pessoas de estúdios da Activision Blizzard, ou muito menos propagandas de seus jogos, com a única exceção indo para seus jogos incluídos nas indicações (Call of Duty: Warzone foi indicado prêmio de Best Ongoing/GaaS Game).

“O The Game Awards é um momento para celebrar a indústria de videogames, a maior forma de entretenimento do mundo. Não há espaço para abusos, assédio e práticas predatórias em nenhuma empresa ou comunidade”, disse o apresentador com firmeza.

"Também percebo que temos uma ótima plataforma que pode acelerar e inspirar mudanças. Estamos empenhados em fazer isso, mas todos devemos trabalhar juntos para construir um local de trabalho melhor e mais inclusivo para que todos possam se sentir seguros enquanto criam os melhores jogos do mundo."

Billy Butcher
Billy Butcher #BillyButcher

Um grande fã de jogos e filmes dos gêneros Stealth e Ficção-Científica.

Tenho uma paixão imensa pela franquia Metal Gear Solid, na qual considero a minha favorita, porém também sou um grande amante das sagas Halo e StarCraft.

Moderador do Site, Volta Redonda, Rio de Janeiro
Deixe seu comentário para sabermos o que você achou da publicação
Não se esqueça que você pode participar do nosso Discord.
E também nos seguir no Facebook, Twitter, Instagram e na nossa curadorida da Steam.
Publicações em Destaque
#Games, Por VSDias55,
#Games, Por coca,
#Games, Por ricklek550,